sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Maternidades reclamam de superlotação no mês de novembro e governo aprova lei que proíbe gravidez no Carnaval

Do R7
Medida chocou muitos pessoas, mas ajudará os foliões na hora de curtir o Carnaval Reprodução/Internet
As maternidades já estão preocupadas com o aumento dos nascimentos que podem acontecer daqui a nove meses. Toda a preocupação é por conta do Carnaval, claro, que é marcado pelo descuido e bobeadas dos foliões que esquecem de usar proteção.
Então, para evitar que os hospitais fiquem superlotados de mulheres grávidas, o Governo prevê a validação de uma lei que proíbe a gravidez no mês de fevereiro para pessoas que não tenham uma união estável há pelo menos um ano. No entanto, a medida entrará em vigor somente em 2017.
Se por ventura a mulher engravidar durante o mês de fevereiro, será necessário comprovar, de alguma menira, que o casal já tinha um relacionamento sério antes de fevereiro.
Publicidade
Fechar anúncio
A intenção da medida radical é incentivar os foliões a terem os cuidados necessários na hora de curtir o carnaval pelo país.
*Esta matéria é uma obra de ficção. Qualquer semelhança com a realidade é mera coincidência

Lula e ex-ministros são investigados pela PF

                


Lula e ex-ministros são investigados pela PF (Foto: EBC)
(Foto: EBC)
Em um ofício entregue à Justiça Federal, o delegado da Polícia Federal (PF) Marlon Cajado, responsável pelas investigações da Operação Zelotes, informou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e quatro ex-ministros de Estado estão sendo investigados em um segundo inquérito da operação policial que apura a suposta manipulação de julgamentos do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf), do Ministério da Fazenda, e a suposta compra de medidas provisórias a fim de favorecer grandes empresas.
No documento, enviado ao juiz da 10ª Vara da Justiça Federal no Distrito Federal, Vallisney de Souza Oliveira, o delegado diz que Lula e os outros citados são investigados se houve suposta participação deles no esquema ou se integrantes da organização criminosa usaram o nome das autoridades indevidamente. "[O segundo inquérito] Tenta alcançar a verdade real sobre os fatos apurados, isto é, se outros servidores públicos foram de fato corrompidos e estariam associados à essa organização criminosa, ou se estaria 'vendendo fumaça' vitimando-os e praticando o tráfico de influência com relação aos mesmos [o ex-presidente e o ex-ministro]", diz trecho do ofício entregue à Justiça, com data do dia 2 de fevereiro. A imprensa teve acesso ao ofício hoje (5).
Além do ex-presidente, a PF também está investigando os ex-ministros Nelson Machado (Planejamento e Previdência), Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral), Miguel Jorge (Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior) e Erenice Guerra (Casa Civil) e o secretário-executivo do Ministério da Fazenda, Dyogo Henrique Oliveira. A Operação Zelotes investiga suposto esquema que agia junto a representantes dos Poderes Executivo e Legislativo para obter a edição de medidas provisórias que prorrogaram a concessão de incentivos fiscais para setores da indústria.
Advogados de reús citados no inquérito argumentam que a segunda investigação da PF seria um “inquérito paralelo” e encaminharam ao juiz pedido para que o delegado prestasse esclarecimentos. O juiz solicitou uma manifestação do delegado, que encaminhou o ofício com justificativas sobre a investigação.
De acordo com Cajado, não há nenhuma ilegalidade no segundo inquérito, instaurado para apurar suspeitas restantes da primeira ação. “Não há paralelismo […] O que de fato acontece é que uma investigação criminal pode ocorrer em mais de um procedimento policial e judicial, que é justamente o que ocorre neste caso”, sustenta o delegado no ofício.
“Malgrado tenha sido possível chegar à conclusão acerca de dois servidores públicos, os demais documentos juntados [durante a investigação] apontavam para eventuais colaborações de outros servidores para a consecução dos interesses da organização criminosa […] fazendo-se necessária a instauração de novo procedimento policial”, argumenta o delegado.
Procurado pela reportagem, o Instituto Lula informou que “nada justifica a conduta do Delegado Federal Marlon Cajado ao afirmar que o ex-presidente Lula seria investigado no inquérito 1621/2015. O ex-presidente foi ouvido no dia 6 de janeiro na condição de informante, sem a possibilidade de fazer uso das garantias constitucionais próprias dos investigados. Não há nenhum elemento que justifique a mudança do tratamento”.
Após prestar depoimento como testemunha no dia 25 de janeiro na Zelotes, o ex-ministro Gilberto Carvalho disse que a acusação de que houve compra e venda de medidas provisórias nos governos de Lula e da presidenta Dilma Rousseff é absurda. “O que ofende o bom senso é essa acusação de que o governo federal, o Executivo, vendeu, trocou MP [medida provisória] por benefício. Isso é um absurdo total”, disse o ex-ministro a jornalistas depois de prestar depoimento na audiência que ouviu testemunhas indicadas por réus de ação penal decorrente da operação.
Por meio de videoconferência, o ex-ministro Miguel Jorge foi ouvido hoje (4), como testemunha de réus em ação penal da Zelotes. O ex-ministro foi arrolado pela defesa de Cristina Mautoni e Mauro Marcondes, casal suspeito de operar o pagamento de propinas para viabilizar a aprovação das MPs. Miguel Jorge disse que conheceu Marcondes na época em que trabalhou na indústria automobilística e que a relação dos dois foi profissional. O ex-ministro disse que nunca conversou com o lobista sobre as Medidas Provisórias (MPs) 471/2009 e 512/2010.
A Agência Brasil não conseguiu contato hoje com os ex-ministros Nelson Machado, Gilberto Carvalho, Miguel Jorge e Erenice Guerra para comentar o ofício do delegado.
(Agência Brasil)DOL

Morre criança mordida por cão em Castelo Branco

É com muita tristeza que noticiamos a morte de Matheus Pavim de 1 ano e 4 meses. A criança foi mordida por um cachorro vira-lata no dia 30 de janeiro na cidade de Castelo Branco onde morava com seus pais. Matheus ficou internado na UTI de um hospital de Maringá e infelizmente morreu na quinta-feira (4). A família doou os órgãos do menino. A criança está sendo velada na cidade de Castelo Branco. O sepultamento está marcado para hoje mas não foi definido o horário. Que Deus possa confortar o coração da família nesse momento de muita dor e tristeza. André Almenara

Bandidos explodem Banco do Brasil de Iretama, durante confronto um deles morre

Criminosos armados com fuzil foram flagrados pelo sistema de monitoramento eletrônico quando instalavam explosivos dentro da agência do Banco do Brasil da cidade de Iretama, isso por volta das 03 horas da madrugada de hoje (5), segundo informações. A empresa que presta o serviço de monitoramento imediatamente avisou a Polícia Militar do município, que pediu reforço e se posicionou para um possível enfrentamento. Eram três os criminosos, dois deles estavam dentro do banco instalando os explosivos e o terceiro, de posse de um fuzil, fazia a segurança dos comparsas do lado de fora. Nesse momento o bandido com o fuzil teria percebido a presença da PM, a certa distância, instante em que aconteceu o confronto, o que acabou resultando em um dos bandidos baleados e tombando morto, na calçada em frente ao banco. Os outros bandidos correram em direção do comparsa morto e ainda conseguiram pegar o fuzil, se evadindo em seguida, abandonando o corpo ali mesmo. Os dois criminosos durante a fuga, em um veículo Fiat Strada, renderam um casal como refém, que foi solto logo após saírem da cidade. O casal não se feriu. O criminoso morto foi identificado como sendo Jackson Murilo da Silva Reis, de 26 anos de idade. E a princípio o prontuário criminal do indivíduo seria morador de Colombo, na região metropolitana de Curitiba. A Polícia Está à procura dos outros dois criminosos. A coluna.net/Carlão Maringá

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

EUA confirmam transmissão sexual do vírus Zika

 


Os Estados Unidos confirmaram, nesta terça-feira (2), que o vírus Zika pode ser transmitido sexualmente. O vírus não tem sintomas graves em adultos, mas pode causar microcefalia em recém-nascidos caso a mãe seja infectada durante a gravidez.
O primeiro caso de vírus Zika transmitido sexualmente foi registrado no Texas. A pessoa contraiu o vírus após se relacionar com alguém que havia retornado da Venezuela. Até então, eram conhecidos apenas casos de infecção pela picada de mosquitos Aedes aegypti infectados. Com a confirmação da nova forma de transmissão, as autoridades norte-americanas de saúde anunciaram que vão adotar medidas para evitar novos casos e já anteciparam que o uso de preservativos para homens será uma das recomendações a serem adotadas.
Conter novos casos de transmissão de Zika por relação sexual também entra no rol dos esforços da Organização Mundial da Saúde (OMS) e dos governos de todo o mundo para conter a epidemia da doença.
O Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), órgão responsável pelas medidas de emergência em situações de ameaça à saúde pública dos Estados Unidos, confirmou, as informações das autoridades de saúde, no Texas, de que a pessoa infectada pelo vírus Zika, por relação secual, não deixou os Estados Unidos. Até o momento, as autoridades não informaram a identidade e o sexo da pessoa infectada.

Combate

Por causa da epidemia de microcefalia relacionada ao vírus no Brasil – que já tem cerca de 400 casos confirmados e mais de 3 mil em investigação -, os ministros da Saúde do Mercosul, mercado comum do continente sul-americano, o mais afetado pelo vírus, vão se reunir nesta quarta-feira (3) para avaliar a situação epidemiológica em relação a doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, também responsável pela transmissão da dengue e do chikungunya.
A Cruz Vermelha apelou para que sejam feitos donativos para a luta contra a epidemia de Zika, que pode ser potencialmente perigosa para mulheres grávidas. Até agora, foram detetados casos de infeção com vírus Zika na América Latina, África e Ásia. “A única maneira de impedir o vírus Zika é controlar os mosquitos ou parar completamente o seu contato com os seres humanos, acompanhando esta ação para reduzir a pobreza”, informou, em comunicado, a Cruz Vermelha.
A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou, na segunda-feira (1), a epidemia do Zika como “emergência de saúde pública de alcance global”. A OMS alertou que a epidemia do vírus Zika poderá afetar entre 3 e 4 milhões de pessoas no continente americano. O Brasil e a Colômbia são os países onde se registam mais casos de infetados e de suspeitos.Paraná Portal

Homem é achado vivo dentro de túmulo em cemitério no interior do Rio

Ele foi encontrado após mulher notar que o jazigo estava aberto.
Caso aconteceu em Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense.

Stella Freitas Do G1 Norte Fluminense

Homem foi socorrido  (Foto: Filipe Lemos/Campos 24 horas)Homem foi retirado de dentro de túmulo em cemitério de Campos (Foto: Filipe Lemos / Campos 24 horas)
Funcionários do cemitério do Caju, em Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, encontraram um homem de 33 anos vivo, com vários ferimentos, dentro de um túmulo na manhã desta quarta-feira (3). O homem foi encontrado após a proprietária do jazigo perceber que o túmulo estava aberto.
Segundo o Corpo de Bombeiros, a mulher chegou ao cemitério por volta das 10h para visitar o túmulo de familiares quando percebeu que o local estava quebrado e aberto. Ela chamou os funcionários, que abriram o túmulo, encontraram o homem e viram que ele estava vivo.
Ainda segundo os Bombeiros, o homem estava com diversas marcas de agressão pelo corpo. Ele não portava documentos e apresentava sinais de embriaguez. O homem foi levado para o Hospital Ferreira Machado (HFM). De acordo com a unidade ele teve um trauma de face e seu estado de saúde é estável.
A Polícia Civil disse que está investigado o caso e que nenhum parente da vítima foi encontrado até o momento na cidade. O caso foi registrado na 134ª Delegacia Legal, no Centro.
Em nota enviada ao G1, a Companhia de Desenvolvimento do Município de Campos (Codemca), responsável pela administração do cemitério, disse que está acompanhando as investigações da Polícia Civil. De acordo com a apuração do órgão, o fato ocorreu à noite ou durante a madrugada.
Segundo os militares, homem apresentava sinais de embriaguez (Foto: Filipe Lemos/Campos 24 horas)Segundo Bombeiros, homem apresentava marcas de agressão (Foto: Filipe Lemos/Campos 24 horas)

Motoristas conseguem na Justiça isenção de pedágio em praça no Paraná



Antônio More /Gazeta do Povo Decisão judicial não pode ser estendida, automaticamente, a todos os usuários de rodovias pedagiadas. | Antônio More /Gazeta do Povo
Decisão judicial não pode ser estendida, automaticamente, a todos os usuários de rodovias pedagiadas.
jacarezinho

Motoristas conseguem na Justiça isenção de pedágio em praça no Paraná

  •  
Dezenas de motoristas do Paraná e de São Paulo ganharam o direito de não pagar pedágio na praça de Jacarezinho, no Norte Pioneiro do estado. Mas, para conseguir o benefício, eles ingressaram na Justiça – que está analisando cada caso individualmente. As liminares estão sendo concedidas rapidamente – menos de semana depois do pedido. Depois, a concessionária é notificada a fazer, no prazo de 10 dias, uma carteirinha de isenção. O trecho é administrado pela concessionária Triunfo Econorte e o valor da tarifa para automóveis é de R$ 17,10. A distância entre Jacarezinho (PR) e Ourinhos (SP) é de 27 quilômetros. A praça fica bem perto da divisa com São Paulo, no entroncamento das BRs 369 e 153.
Quem está divulgando a possibilidade de isenção é o deputado federal Capitão Augusto (PP-SP). De acordo com Ana Paula Rodrigues Dirami Cevada, diretoria de secretaria na Justiça Federal de Ourinhos, uma empresa transportadora conseguiu a primeira liminar em outubro. A informação se espalhou, elevando, dia a dia, o número de pedidos. Em janeiro, foram 100 pedidos, com 71 liminares já concedidas. Mas, em fevereiro, a quantidade de ações subiu para 100 por dia.
Na Justiça Federal em Jacarezinho, cerca de 35 pedidos estão sendo feitos por dia. Para vencer o aumento de demanda, o horário de atendimento (exclusivo para os pedidos de liminar) foi ampliado – começa às 8h30 e normalmente se iniciava às 13 horas. Segundo o diretor de secretaria em exercício, Nathan Osipe, mais de 30 ordens judicial já foram concedidas.
Publicidade

Procurado pela Gazeta do Povo, o Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR) informou, via assessoria de imprensa, que ainda não foi notificado sobre as decisões judiciais e que não pode se pronunciar sem conhecer o teor das liminares. A Econorte também foi questionada, mas ainda não deu resposta à reportagem.

Como proceder

Com documentos básicos – como dados pessoais e do veículo e comprovante de residência – o usuário da rodovia pode ajuizar a ação, mesmo sem contar com um advogado. No sistema paulista, tudo é feito pela internet, No endereço, há explicações passo a passo de como proceder. Já no sistema paranaense, é possível iniciar o processo online, mas é preciso ir à Justiça Federal para fazer a atermação (expressão jurídica que confirma o andamento da ação). Qualquer usuário da rodovia que passa pela praça de Jacarezinho pode requisitar a isenção, mas deve fazer na Justiça Federal da região em que mora. É importante frisar, contudo, que se trata de uma decisão liminar, que pode ser revogada a qualquer momento.

Entenda o caso

Em 1997, a Econorte ganhou a concorrência que lhe deu direito de administrar trechos rodoviários no Norte Pioneiro. Pouco tempo depois, a extensão da malha rodoviária pedagiada foi ampliada e a praça de cobrança, que ficava em Cambará, foi mudada para Jacarezinho. As mudanças no contrato e na localização da praça motivaram ações judiciais. Nos anos de 2006 e 2008, a cobrança chegou a ser interrompida várias vezes. Contudo, a Justiça ainda não chegou a uma decisão final sobre o caso. Algumas sentenças de primeira e segunda instâncias indicam que as alterações no pedágio foram ilegais, mas ação pública que poderia dirimir a questão está suspensa, por ordem do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF). Agora, com base no Código de Defesa do Consumidor (CDC), os usuários estão ingressando com pedidos, abrindo mão da ação coletiva para que o caso seja analisado individualmente.
As tarifas praticadas no Norte Pioneiro estão entre as mais altas do estado porque a concessionária já foi beneficiada pelos chamados degraus tarifários. Um aditivo contratual assinado pela empresa e pelo governo estadual, em 2014, aumentou em 8,2% o valor cobrado nas três praças da região. O argumento foi o de compensar supostos prejuízos que a concessionária teria acumulado ao longo dos anos com reajustes anuais que foram atrasados por brigas judiciais e por obras pontuais que foram feitas e não foram consideradas na hora de calcular os investimentos realizados, além de outros aspectos. O governo estadual chegou a cogitar bancar os supostos prejuízos da concessionária. O dinheiro sairia dos cofres públicos. Mas a ideia encontrou resistência interna e foi abandonada. A decisão tomada foi passar a conta para os usuários.

Ladrões se acidentam de moto furtada em Maringá


Um acidente envolvendo um VW Fox e uma motocicleta Yamaha Factor deixou um adolescente de 15 anos em estado grave. Foi na noite de terça-feira (2) no cruzamento da Avenida J.K com São Paulo, em Maringá. De acordo com o motorista do Fox que não quer ser identificado, os dois veículos desciam a J.K sentido bairro quando no semáforo com a São Paulo o piloto da moto decidiu cruzar a frente do Fox para virar a esquerda. O condutor do Fox até tentou evitar a colisão mas não foi possível. Os dois ocupantes da motocicleta Yamaha sofreram ferimentos. O piloto fugiu do local deixando seu comparsa para ser atendido. O menor de 15 anos teve uma fratura grave no pé chegando a amputar o membro. Além da ambulância do Siate, o médico do Samu foi acionado para dar atendimento. O adolescente que é suspeito foi encaminhado para o pronto socorro do Hospital Universitário onde permanece internado em estado grave. Uma viatura da Guarda Municipal de Maringá que passava pelo local permaneceu no local do acidente até a chegada da Polícia Militar. A moto foi furtada no último sábado (30) no Jardim Alvorada em Maringá. Fonte André Almenara

Doença rara faz irmãos de 1 e 7 anos parecerem idosos

            Uma doença rara deixou o menino Keshav Kumar, de 18 meses, e sua irmã, Anjali Kumari, de sete anos, com aparência de idosos               

Uma doença rara deixou o menino Keshav Kumar, de 18 meses, e sua irmã, Anjali Kumari, de sete anos, com aparência de idosos
Foto: Reprodução/Daily Mail

Enxurrada em cidade destrói cemitério e arrasta cadáveres

Enxurrada no Sul do Piauí atingiu cemitério em Dom Inocêncio (Foto: Maria das Mercês Oliveira)Enxurrada no Sul do Piauí atingiu cemitério em Dom Inocêncio (Foto: Maria das Mercês Oliveira/Arquivo pessoal)
As enchentes que atingiram na semana passada a cidade de Dom Inocêncio, Sul do Piauí, destruíram um cemitério na comunidade rural de Duas Barras, a 25 km da zona urbana. A força das águas arrastou os restos mortais de várias pessoas que estavam sepultadas no local, e os familiares ainda tentam encontrar partes dos cadáveres para fazer um novo sepultamento.
De acordo com a estudante Maria das Mercês Oliveira, a enxurrada atingiu a comunidade por volta das 10h30 em 24 de janeiro, após o estouro de uma barragem. Somente à tarde os moradores perceberam que o pequeno cemitério havia sido destruído pela enchente e que os corpos tinham sido arrancados das sepulturas.
Caixões foram arrastados e cadáveres ficaram expostos (Foto: Maria das Mercês Oliveira)Caixões foram arrastados e cadáveres ficaram
expostos (Foto: Maria das Mercês Oliveira)
“À tarde, meu irmão foi até o cemitério e viu que estava destruído. Mas, como ainda estava coberto pela água, não vimos o tamanho do estrago. Só depois que a água baixou é que percebemos que as covas tinham sido arrancadas e os corpos, levados. Até agora achamos um caixão e um corpo quase inteiro, só faltando a cabeça. Esse corpo nós reconhecemos, pois ainda estava vestido numa calça. Era um tio meu”, contou Maria.
Segundo ela, o tio estava sepultado há aproximadamente dois anos. Várias partes de outros corpos também foram achadas ao longo do caminho percorrido pelas águas.
Os filhos de uma idosa que havia sido enterrada há cerca de três anos já foram à comunidade para tentar juntar os restos mortais da mãe. Um novo sepultamento deve ocorrer no próximo domingo (7), após a procura de mais corpos.
Ainda segundo a estudante Maria das Mercês Oliveira, os restos mortais da maioria devem ser enterrados todos juntos, já que não se consegue distinguir qual parte pertence a cada cadáver. O sepultamento será feito em um local próximo a área destruída.
O cemitério tinha pouco mais de 10 pessoas sepultadas, e apenas três sepulturas não foram destruídas pela enxurrada.
Além do cemitério, a casa onde a estudante mora com os pais na comunidade também foi invadida pelas águas e uma parte acabou desabando. A família precisou deixar o local e está na casa de um vizinho na comunidade.G1

Caminhão sobe mureta ao tentar evitar colisão em praça de pedágio

 

Foto: Rafael Felipe
Foto: Rafael Felipe
As imagens impressionantes mostram o momento em que um caminhão por pouco não provocou uma tragédia na BR-376, na praça de pedágio de Mandaguari, no Norte do Paraná, na manhã desta quarta-feira (3).
Segundo informações da concessionária que administra a rodovia, o caminhão realizava uma manobra defensiva para evitar a colisão com o veículo que seguia a frente quando acabou subindo no muro de contenção entre as cancelas.
Ainda conforme informações iniciais, ninguém ficou ferido. Foram registrados apenas danos materiais./Tasabendo.com
Foto: Rafael Felipe
Foto: Rafael Felipe

Operação contra empresas de auto-peças em Maringá e Sarandi

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), com apoio de policiais militares do 4º Batalhão de Maringá, cumpriram no início da manhã desta terça-feira (2), mandados de busca e apreensão em residências e empresas de auto-peças de Maringá e Sarandi. Na casa de Douglas Neves Polimeni no bairro Zona Sete, os policiais apreenderam duas camionetes Toyota Hilux de cor prata, documentos e várias peças de veículos. No momento em que os policiais se preparavam para cumprir o mandado em sua residência, Douglas conseguiu escapar e fugir com a ajuda de um vizinho que depois foi detido por favorecimento pessoal. Uma empresa de Douglas que fica na Avenida Morangueira também foi alvo de cumprimento de ordem judicial. O suspeito já consta com várias passagens pela delegacia de Maringá. De acordo com a Polícia Militar de Maringá, a investigação foi iniciada há cerca de 5 meses. Mais detalhes em breve sobre esta operação. As fotos e informações são de André Almenara/Carlão Maringá

Mãe descobre pelo celular que filha vem tendo relação com padre

A mãe diz que sentiu calafrios ao ler mensagem por mensagem.

Mensagens de WhatsApp lidas, por acaso, pela mãe de uma jovem de 21 anos levaram a uma descoberta que abalou uma família de Ponta Grossa, nos Campos Gerais, nesta semana.

Um padre da paróquia Santa Rita mantinha um relacionamento amoroso com a jovem. A denúncia foi feita pela mãe da garota ao jornal Diário dos Campos. O nome do padre, que é líder da juventude na igreja, será preservado a pedido da família da garota.

A mãe, que não quer ser identificada, conta que na última quarta-feira, 27, quando via o celular da filha, percebeu o nome de um padre conhecido na relação de contatos. “Achei estranho, porque era a foto dele, mas não tinha escrito o nome padre, e sim, somente o nome dele. Desconfiei daquela intimidade e abri as mensagens”, relata.

A mãe diz que sentiu calafrios ao ler mensagem por mensagem. Em uma delas, a filha dizia que tinha viajado a Tibagi e passado em frente ao motel no qual os dois tinham estado. Em seguida, ela manda uma foto pornográfica ao sacerdote, que responde “delícia” à provocação.

Quando terminou de ler as mensagens, a mãe da jovem conta que procurou pessoalmente o pároco e, em seguida, o fundador da congregação. Na sexta-feira, 29, ela conversou com o bispo dom Sérgio Braschi. “Eu pedi que ele não seja mais padre, porque ele fez voto de castidade, se quiser ter sexo que nunca mais vista uma batina”, frisou.

Segundo a mãe da garota, o contato ficou mais intenso desde o ano passado, depois que a filha terminou um relacionamento. A jovem saiu de casa para morar com um namorado, mas se separou e ficou três meses morando na casa da avó, a poucos metros da casa da mãe. A avó da menina, que também conversou com a reportagem, conta que foi a primeira a desconfiar da relação do padre com a jovem.

“Eles se encontravam quase todo dia. Um dia, estava chovendo bastante, e eles ficaram horas dentro do carro dele, na frente da minha casa”, conta. A avó relata que foi até o veículo, mesmo na chuva, e quando olhou dentro do carro, os dois estavam bem próximos. “Mandei ela entrar na mesma hora”, recorda.Hora da Notícia

Lula organiza sua

 

maxresdefault
A Lava Jato aperto o cerco em torno de Lula. Investigam o triplex no Guarujá, a fazenda Santa Bárbara e agora apareceu uma ilha, em Angra dos Reis. Lula não é fraco. Convocados pelo presidente da CUT, Vagner Freitas, representantes dos movimentos sociais se reuniram, em caráter de emergência, para definir uma estratégia de defesa do ex-presidente Lula. Querem antecipar os atos, programados inicialmente pelo PT do Rio para acontecerem em 16 de fevereiro, uma semana depois do carnaval. Uma grande estrutura será montada. Fábio Campana

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Surge uma ilha

 

ilha-reproducao
O Antagonista
A colunista social Anna Ramalho acaba de publicar em seu site a seguinte história:
“Uma dupla de decoradores do maior bom gosto – famosíssima no eixo Rio-São Paulo – foi contratada em 2012 para fazer uma casa na Ilha dos Macacos, em Angra, bem na fronteira com a deslumbrante Lagoa Azul. A propriedade foi levantada com casa principal – 8 suítes – e mais três bangalôs duplex. Praticamente uma pousada. Custou entre R$ 3 e 4 milhões, na época, e foi toda custeada por Jonas Suassuna, dono da Editora Gol, e sócio de Fábio Luís Lula da Silva, o Lulinha, na Gamecorp. Chamou a atenção dos profissionais que o pagamento fosse feito sempre em grana viva, com recibos em nome da Gol Empreendimentos. Suassuna pessoalmente supervisionou toda a obra e seu sócio, Lulinha, esteve várias vezes na Ilha. Numa das ocasiões, em reunião com os arquitetos, foi incisivo: queria mármore de Carrara em toda a casa. Uma das 8 suítes foi feita especialmente para o ex-presidente Lula da Silva e Marisa Letícia. Se ele foi ou não, os rapazes não sabem. Mas um deles, terminada a obra, almoçou na Ilha com Suassuna e Lulinha.”Fábio Campana


 

Carro chamado Zica vai mudar de nome, diz fabricante

 

Tata Motors lançou recentemente modelo com nome de vírus.
Indiana é dona da Jaguar Land Rover e faz o carro mais barato do mundo.

 
Tata Motors lançou carro chamado Zica recentemente (Foto: Divulgação)Tata Motors lançou carro chamado Zica recentemente (Foto: Divulgação)
A montadora indiana Tata Motors anunciou nesta terça-feira (2) que vai mudar o nome de seu novo modelo Zica, muito parecido com o vírus zika, declarado pela OMS uma emergência de saúde pública mundial.
Dona da Jaguar Land Rover e fabricante do carro mais barato do mundo, o Nano, a Tata promoveu nas últimas semanas o pequeno carro Zica, com uma campanha de publicidade que tem como protagonista o craque argentino Lionel Messi.
Mas o lançamento do modelo coincidiu com a crescente preocupação mundial com o vírus zika, que afeta sobretudo a América Latina e principalmente o Brasil.
"Em solidariedade com o sofrimento provocado pela recente epidemia do vírus zika, a Tata Motors, enquanto empresa socialmente responsável, decidiu mudar a marca do carro", afirma a montadora em um comunicado.
A empresa pretende anunciar o novo nome dentro de algumas semanas.
A Organização Mundial da Saúde (OMS), que prevê de 3 milhões a 4 milhões de casos em 2016 no continente americano, declarou na segunda-feira uma emergência de saúde pública mundial pelo vírus zika.G1

Filha encomenda a morte da própria mãe e suspeito é preso

 


Leandro Rafael de Souza, conhecido como Lê, foi preso na sexta-feira (29) suspeito de assassinar uma mulher de 48 anos em dezembro de 2014. A própria filha da vítima teria contratado Leandro para matar a sua mãe. O suspeito foi detido por policiais civis do 10º Distrito Policial (DP) da capital, no bairro Sítio Cercado, mesmo bairro onde o crime aconteceu.
A mulher foi assassinada com disparos de arma de fogo quando estava em sua residência. Antes do assassinato, o suspeito já teria tentado matar a mulher, sem sucesso, duas vezes: a primeira no posto de saúde onde ela trabalhava – o suspeito desistiu porque havia muitas pessoas no local – e a segunda na casa da vítima – o suspeito a chamou no portão, mas ela não saiu.
A filha, inconformada com a situação, ajudou o suspeito entrar na casa na terceira tentativa. Segundo a polícia, ela segurou o cachorro da família para que ele pudesse entrar no quarto de sua mãe para matá-la. Após cometer o crime, Leandro recebeu R$ 700 como pagamento. “Era para ele receber mil reais, mas parece que os algozes gastaram uma parte do dinheiro em viagens e somente deram R$ 700 para ele”, explica o delegado Rinaldo Ivanilke.
A adolescente de 16 anos foi identificada como a mandante do homicídio e apreendida na época do crime.
De acordo com investigações, há dois possíveis motivos para o crime: a jovem tinha dois filhos gêmeos e temia que a mãe tomasse a guarda legal das crianças e, além disso, a mãe teria um seguro de vida estimado em R$ 20 mil. Para ficar com os seus filhos e com o dinheiro da mãe, a adolescente premeditou assassiná-la e pediu ajuda do namorado Leonardo Sergio da Silva, que contou com o apoio de um amigo, Fernando Henrique de Freitas, para contratar o executor do crime, o Lê.
Todos os envolvidos estão presos. Lê foi autuado pelo crime de homicídio qualificado e permanece preso à disposição da Justiça. “Nós recebemos uma denúncia anônima, em complementação ao que a delegacia de homicídios já havia feito na época. Haviam sido feitas as prisões de quatro elementos, só faltou este”, finaliza o delegado./Paraná Portal

Carreta pega fogo quando trafegava pela BR-272

 

Foto: Via Whatsapp
Foto: Via Whatsapp
Uma carreta Mercedes Benz Axor 2544, com placa de Campo Mourão, pegou fogo quando trafegava pela rodovia BR-272, próximo ao entreposto da Coamo de Janiópolis.
A carreta estava carregada com soja e trafegava sentido a Campo Mourão, quando o motorista percebeu que estava saindo fumaça do motor e parou o veículo, percebendo as chamas.
A equipe do Corpo de Bombeiros de Goioerê foi acionada e se deslocou até o local e ajudou a controlar as chamas, mas o veículo já estava bastante avariado pelo fogo.
Felizmente, ninguém se feriu.Tasabendo.com

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

ESTUDANTE DE MARINGÁ É ASSASSINADO POR PM.

 
Foto de Andre Almenara.
Maurício Rodrigues Pinheiro de 23 anos, estudante de Medicina no centro universitário Unicesumar. foi assassinado a tiros por um policial militar dentro de uma boate em Barra do Garças (MT), no final de semana. O estudante era filho do policial federal Maurício de Carvalho Pinheiro, de 54 anos. O cabo da PM, Paulo César Guirra, de 37 anos, atua na cidade de Aragarças (GO) negou à Polícia Civil ter matado Maurício. Segundo a família d...e Maurício, o jovem foi para a boate para encontrar com amigos de infância, após a formatura de faculdade de um deles. O estudante passava uma temporada com a família em Mato Grosso. O policial que foi preso suspeito de atirar contra e matar o estudante, disse à Polícia Civil que foi agredido por Maurício. Mas a versão do policial é isolada das testemunhas, que apontam o PM como quem atirou no estudante. No entanto, a motivação do assassinato é desconhecida até o momento pela investigação policial. As testemunhas disseram que o policial militar se aproximou de Maurício, o abraçou por trás, sacou uma arma e atirou. O pai do estudante afirmou que Maurício foi baleado meia hora após chegar à boate. Paulo Guirra teria sido agredido ao ser imobilizado por policiais militares que estavam à paisana na boate e também foi encaminhado para um hospital, junto com Maurício. O estudante foi atingido por quatro disparos e teve o corpo enterrado no fim de semana, em Barra do Garças.
Fonte: G1 Mato Grosso/André Almenara

Ver mais

Ponte sobre o Pirapó é liberada

 


pirapó
Foto de Luciano Zanatta confirma a liberação da ponte sobre o rio Pirapó, na PR-317, entre Maringá e Iguaraçu, que estava interditada desde o último dia 12, quando houve a queda da cabeceira, por causa das chuvas.Angelo Rigon

Motorista tenta estacionar carro, dá a ré e ‘sobe’ em poste

 

carro-subiu-poste5
Uma cena inusitada chamou a atenção de quem passava pela Avenida Winston Churchill, no bairro Pinheirinho, em Curitiba, na tarde desta segunda-feira (1º). Um carro ficou “pendurado” em um poste, quase na esquina com a Rua Leon Nícolas.
“Ele foi dar a ré, veio de uma vez e subiu no poste. Felizmente, ninguém se machucou”, disse Cosme Antônio, que presenciou a situação, em entrevista à Banda B. O motorista do veículo contou que teria tido um problema no câmbio e, por isso, perdido o controle do automóvel.
“Por pouco ele não atingiu uma mulher e uma criança que estavam na rua”, relatou outra testemunha.
O trânsito ficou complicado na região, segundo testemunhas, principalmente devido ao grande número de ônibus que circula no local. Agentes da Secretaria Municipal de Trânsito (Setran) atenderam a ocorrência./Tasabendo.com
carro-subiu-postecuritiba

“Sem falsa modéstia, R$ 120 mil [por mês] é irrisório”, diz Dirceu a Moro

Aniele Nascimento/Gazeta do Povo Ex-ministro José Dirceu prestou depoimento ao juiz Sergio Moro na última sexta-feira (29). | Aniele Nascimento/Gazeta do Povo
Ex-ministro José Dirceu prestou depoimento ao juiz Sergio Moro na última sexta-feira (29).
lava jato

Ex-ministro afirma que emprestava seu nome e seu prestígio às empresas investigadas na Lava Jato

O petista foi ouvido na ação que julga os envolvidos na 17ª fase da Lava Jato, batizada de “Pixuleco”. Em quase três horas, o ex-ministro se defendeu das acusações do Ministério Público Federal que o aponta como um dos beneficiários do esquema de corrupção da Petrobras. Dirceu é suspeito de ter recebido mais de R$ 11 milhões de propina através de falsos contratos de consultoria. Ele explicou ao juiz que, além de emprestar “seu nome e prestígio” às empresas, ele fazia panoramas políticos e econômicos do Brasil e da América Latina.
“Não vou dizer para o senhor que fazia relatórios, que eu dava um tipo de consultoria que eu não dava, porque eu vou faltar com a verdade. Vou fazer um falso testemunho”, explicou o ex-ministro . “Dei consultoria a 60 empresas nesses anos. Sempre mantive meus clientes informados. Ou meus clientes me ouviam para saber de economia, politica, mercado.”
Dirceu disse ainda que durante o julgamento do mensalão sua vida financeira foi “devassada” pela Receita Federal e que “praticamente” recebeu um “atestado de honestidade” do órgão. O petista, contudo, admitiu ainda que errou ao aceitar favores do lobista Milton Pascowitch, um dos operadores do esquema de pagamento de propinas da Petrobras. O lobista teria pago reforma de sua casa no interior paulista.
“Essa residência sofreu uma devassa da Receita Federal por conta da ação penal 470 [mensalão] e todo o meu imposto de renda anterior de cinco anos [foi investigado]. Recebi praticamente um atestado de honestidade. Até 2006, Dr. Moro, eu vivia de salário ou de funcionado da Assembleia de São Paulo ou de deputado, ou de presidente do PT. Não tive outra renda.”
O ex-ministro citou o depoimento do ex-presidente Lula à Lava Jato ao falar do seu papel na escolha de Renato Duque para a Diretoria de Serviços da Petrobras, em 2002. Dirceu disse que apenas avalizava nomes indicados por partidos da base aliada, por ministros e pela equipe de transição.
“Não se pode dizer que eu indiquei o senhor Renato Duque, mas também não se pode dizer que eu não tive participação”, disse o ex-ministro. “Vou tomar com base o ex-depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. No governo, a indicação, como em todo governo, vem da base partidária do próprio governo, de ministros, parte da equipe de transição, não é uma indicação exclusiva. Isso é uma composição politica como ocorre nos Estados Unidos, Inglaterra e Portugal.”
Dirceu explicou a Moro que havia dois nomes para a diretoria de Serviços e que ele apenas deu a palavra final. No dia 22 de janeiro, o lobista Fernando Moura disse ao juiz que após a vitória do PT nas eleições presidenciais de 2002, havia dois indicados à Diretoria de Serviços da Petrobras. Duque, levado pelo então secretário do PT, Silvio Pereira, que estaria na cota do diretório estadual do partido; e Irani Varella, indicado por Delúbio, por recomendação de Dimas Toledo, que foi diretor de Furnas no governo FH e seria ligado ao senador Aécio Neves (PSDB-MG).
“Simplesmente a indicação decorreu porque setores do PSDB, não vou dizer que é o senador e ex-governador Aécio Neves porque ele não conversou isso comigo e não pediu para mim. O que eu estou dizendo é que a informação que me chegou é que havia uma indicação do PSDB em Furnas, que é publica e notória em Minas Gerais e no país, senhor Dimas Toledo. Não digo que é oficial do PSDB, mas é isso. A indicação de Renato Duque permaneceu por causa desse motivo. Não porque houvesse alguma preferência. Não havia nenhuma OBS (observação) profissional com relação ao comportamento dele como cidadão.”
Na semana passada, na saída da Justiça Federal, o advogado do ex-ministro Roberto Podval disse que o petista admitiu ter recebido favores de investigados da Lava Jato. Segundo Podval, Dirceu ainda teria ciência de que Pascowitch podia usar seu nome em negociatas ilegais, mas negou ao juiz que fosse o mentor do esquema de corrupção. A força-tarefa da Lava Jato sustenta que a JD Consultoria, empresa do ex-ministro, era uma fachada para o recebimento de propinas de empreiteiras. No total, Dirceu teria recebido R$ 11 milhões.
Dirceu admitiu ainda ter usado um jatinho de outro lobista e delator, Júlio Camargo. Segundo Podval, ele teria dito que “os aviões me foram cedidos. A vida inteira me foram cedidos”.

‘Lula é o próximo alvo’, diz defesa de José Dirceu

 

lula foto
A defesa do ex-ministro José Dirceu criticou os acordos de delação premiada da Lava Jato e acusou os colaboradores de “entregarem os nomes desejados pelas autoridades”. As informações são da CBN/Curitiba.
O advogado Roberto Podval disse ainda que Dirceu não fecha colaboração porque tem caráter e que ele já foi o nome da vez dos investigadores, que agora, teriam mudado de alvo e estariam atrás do ex-presidente Lula: “Eu não tenho dúvida que o próximo nome, assim como foi o Zé Dirceu, vai ser o Lula. Eles querem o nome do Lula. É esta impressão que eu tenho. Tenho um pouco de receio de se utilizar a justiça com vies político. Não estou acusando ninguém, mas que se criou um clamor anti-PT e anti-Lula, se justo ou injusto, se criou. Tenho muito medo que isso seja levado ao judiciário”, afirmou.Fábio Campana

Jovem perde o pé após discussão com tio

 


pe decepado5
João Silvestrin/Tásabendo.com
O caso aconteceu na noite deste domingo (31) no Jardim Alvorada, bairro de Campo Mourão.
De acordo com informações de populares, um jovem de 26 anos se envolveu em uma discussão com seu tio, de 38.
O tio afirma que após o bate-boca, teria entrado na residência, mas o sobrinho foi atrás e quebrou a porta da casa. Para não piorar a situação, ele disse que tentou sair com o carro só que o sobrinho foi pra cima dele com um machado. Foi aí que ele acelerou em direção ao sobrinho. O carro bateu no rapaz e o lançou contra uma caçamba de entulhos.
A pancada foi tão violenta que o sobrinho teve o pé direito decepado.
A vítima recebeu atendimento no local por uma equipe do Corpo de Bombeiros e na sequencia foi encaminhada ao hospital.
O tio fugiu do local mas, após uma denúncia anônima, a Polícia Militar o localizou. Ele foi encaminhado à delegacia para prestar depoimento.
João Silvestrin/Tásabendo.com
João Silvestrin/Tásabendo.com
João Silvestrin/Tásabendo.com
João Silvestrin/Tásabendo.com
João Silvestrin/Tásabendo.com
João Silvestrin/Tásabendo.com
João Silvestrin/Tásabendo.com
João Silvestrin/Tásabendo.com

Pegadinha de assalto mobiliza policiais

 

IMG_5808
Na manhã desta segunda-feira (01), a PM foi informada de que um grupo de jovens havia se reunido em frente a uma farmácia e estavam planejando um assalto. Um cidadão que passava pelo local e ouviu os jovens “tramando” um suposto crime, comunicou a Polícia.
Com as características dos suspeitos, uma equipe da PM abordou-os e estes disseram aos policiais que formam um grupo de youtubers e que planejavam fazer vídeos de pegadinhas para postar as reações das pessoas na internet. Diante disso, a PM orientou os rapazes e os liberou.Tasabendo,com

Mãe recebe R$ 60 mil para abusar sexualmente da filha de 11 meses

IG
Uma mãe foi presa acusada de abusar sexualmente da filha de apenas 11 meses em troca de R$ 60 mil. A acusada foi presa na semana passada depois que a polícia da Romênia recebeu uma pista do FBI.
As autoridades norte-americanas descobriram as fotos da mãe abusando de seu bebê enquanto investigava Brandon Gressette, que foi preso no ano passado por exploração e pornografia infantil.
 
Entre junho de 2014 e outubro de 2015, ela também tinha recebido um total de 7.000 libras por meio de 13 transferências feitas por sete pessoas dos EUA, Reino Unido, Bélgica e Holanda.
 
A mulher disse aos promotores que ela não achava que a bebê iria ser emocionalmente afetado, pois era muito pequena. "Eu concordei em fazer essas coisas com a minha filha porque eu pensei que ela não poderia sofrer qualquer trauma. Eu pensei que era tudo apenas um jogo", disse.
 
Ela também afirmou que fez vídeos enquanto estava grávida, mas depois que seu bebê nasceu, ela decidiu envolvê-la.
 
"Alguns dos meus clientes sabiam que eu tinha um bebê. Eles me pediram para despi-la e tocá-la. Eu concordei em fazer isso em troca de dinheiro. Alguns deles estavam me pagando com 500 dólares", finalizou a acusada. Se for considerada culpada, a mãe pode pegar até 15 anos de prisão.

“Uma eventual prisão do Lula faria o país parar”, diz aliado

Ex-presidente Lula: PT ataca a Lava Jato para tentar salvar o ex-presidente. | Lula Marques/ Agência PT
Ex-presidente Lula: PT ataca a Lava Jato para tentar salvar o ex-presidente.
contra-ataque

“Uma eventual prisão do Lula faria o país parar”, diz aliado

Para salvar o ex-presidente, PT quer tentar tirar credibilidade da Operação Lava Jato

  •  
Com a Operação Lava Jato cada vez mais próxima do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o PT investirá em um discurso de vitimização de sua maior liderança, alegando que ele é alvo de um “massacre”. Apesar da estratégia, pessoas próximas do líder petista reconhecem que o desgaste já é real e que ele terá dificuldade para atuar como cabo eleitoral nas eleições municipais deste ano como fez em 2012.
Os petistas apostam na radicalização para mobilizar sua militância e pretendem partir para o enfrentamento, afirmando que há seletividade nas investigações e no vazamento de informações. O objetivo é não só tentar tirar a credibilidade da Lava Jato, mas também desgastar políticos da oposição que já foram citados.
LEIA MAIS: Tudo sobre a Operação Lava Jato
INFOGRÁFICO: A linha do tempo da Lava Jato
Apesar do cenário, cresce no PT a pressão para que Lula seja candidato à Presidência da República em 2018, com o argumento de que ele terá que defender seu nome e seu legado. “Agora só tem um caminho, que é o Lula ser candidato. Ele pode estar desgastado agora, mas não o subestimem”, afirmou o senador Lindbergh Farias (PT-RJ).
Para um petista que frequenta o Instituto Lula, o estrago da imagem do ex-presidente está em curso, mas ainda é cedo para avaliar o impacto que as denúncias que estão sendo reveladas agora terão na disputa presidencial de 2018. “Se depois de todo esse noticiário, não se confirmar nada, ele se recupera e se fortalece. Agora, se alguma coisa grave aparecer ou for interpretada assim, é outra história. Tem que dar tempo ao tempo. A vaca foi brejo? Não. Ele perdeu popularidade? Perdeu, sem dúvida.”
Esse aliado considera “um milagre” Lula ainda aparecer em torno dos 20% das intenções de voto nas pesquisas presidenciais com esse cenário continuo de denúncias.
Para um outro petista próximo ao ex-presidente, na semana passada, Lula enfrentou o mais “cerrado” ataque contra a sua imagem até agora: “Quando você acusa muito uma pessoa, gera uma desconfiança. Cria uma atmosfera. Num primeiro momento, é fatal. O prestígio dele vai ser afetado. Vamos ver as próximas pesquisas. Não está fácil a vida para ele”.
Esse impacto na popularidade deve fazer com que Lula tenha uma postura mais reservada na eleição deste ano. O partido já decidiu, por exemplo, tirar o ex-presidente dos comerciais que serão exibidos no mês que vem. Há quatro anos, Lula tomou à frente de campanhas para prefeito da legenda e, principalmente, ajudou a eleger o estreante Fernando Haddad para comandar a cidade de São Paulo.
Por outro lado, petistas próximos a Lula afirmam que o crescimento das denúncias contra o ex-presidente levará ao acirramento de ânimos da militância. “Ninguém vai para a rua muito animado para defender a Dilma. Com Lula é bem diferente”, disse um amigo.
O deputado Paulo Pimenta (PT-SP) lista as investigações contra o ex-presidente e sua família, além dos vazamentos de informação, para dizer que há “seletividade” nesse processo e cobrar o mesmo tratamento para políticos da oposição. Essa é a linha a ser adotada a partir de agora pelos petistas, sobretudo na campanha eleitoral deste ano. “Isso cada vez mais reforça um sentimento de seletividade na nossa base social, que nunca viu a imprensa investigar o Fernando Henrique [Cardoso], o Aécio [Neves], o [José] Serra”, afirmou Pimenta.
A base social e política do PT está se mobilizando para defender o ex-presidente com o argumento de que a intenção das investigações é acabar com qualquer possibilidade dele voltar a concorrer. Aliados do ex-presidente disseram que ele não desistirá e que usará a campanha para defender sua história de vida e seu legado no governo.
“Não tenho dúvida que o que querem é colocar algemas no Lula e uma coisa ele não tem: medo. É bom o pessoal que quer acabar com ele tomar cuidado para não o transformarem em um mártir. Ele está preparado para tudo. O que está acontecendo agora lembra muito a campanha de 1989, quando fizeram de tudo para acabar com ele. A gente dizia naquela época que tentariam ganhar no bico. Se não desse, tentariam no grito e, se também não desse, seria na marra. Foi assim há 27 anos. A história se repete”< disse um amigo de Lula.
Um ex-ministro avalia que o alvo de toda a Operação Lava Jato sempre foi Lula e que, com o esfriamento do pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff, busca-se agilizar o enfraquecimento do ex-presidente. “Querem acabar com o nosso projeto”, afirmou.
Um dos assessores mais próximos a Lula durante seu governo disse que as denúncias não se sustentarão e que ele se fortalecerá após todo esse processo. Isso, na avaliação desta fonte, fará com que a militância petista, que está adormecida, e os partidos de esquerda na América Latina façam um levante contra o que chamou de golpe político: “Uma eventual prisão do Lula faria o país parar”.
Uma das preocupações do ex-presidente, neste momento turbulento, é não demonstrar aos petistas que está abalado. Na última quarta-feira, horas depois de a Polícia Federal deflagrar a Operação Triplo X, Lula reuniu sindicalistas e lideranças da legenda, em seu instituto, com o secretário especial da Previdência Social, Carlos Gabas: “Ele estava absolutamente tranquilo, raciocinando com clareza, fazendo as brincadeiras de sempre - disse um dos participantes do encontro”.

Ritmo

Confira os intervalos entre as operações deflagradas pela Polícia Federal (PF) no âmbito da Lava Jato:

Presos na Operação

1ª Fase

Núcleo Bidone: Alberto Youssef (doleiro), Carlos Alberto Pereira da Costa (laranja), Leonardo Meirelles (laranja), Carlos Rocha (doleiro), Enivaldo Quadrado, Esdra Arantes Ferreira, Leandro Meirelles e Waldomiro Oliveira. Núcleo Lava Jato: Carlos Habib Chater (doleiro), Ediel Viana da Silva (laranja), André Catão de Miranda, Rene Luiz Pereira, Sleiman Kobrossy. Núcleo Casa Blanca: Raul Henrique Srour (doleiro), Valmir José França, Rafael Henrique Srour. Núcleo Dolce Vita: Nelma Kodama (doleira), Iara Galdino (laranja), Lucas Pacce Junior, Faiçal Narcidine.

2ª fase

Paulo Roberto Costa (ex-diretor de Abastecimento da Petrobras)

3ª Fase

Realizadas buscas na sede da Petrobras, no Rio de Janeiro

4ª Fase

Paulo Roberto Costa (ex-diretor de Abastecimento da Petrobras)

5ª Fase

João Procópio Junqueira Pacheco de Almeida Prado (executivo, laranja de Youssef)

6ª Fase

Buscas realizadas em endereços ligados ao ex-diretor Paulo Roberto Costa. Ninguém foi preso, mas o sócio do genro de Costa teve mandado de condução coercitiva: Marcelo Barboza Daniel

7ª Fase

Dalton Avancini (Camargo Correa), Eduardo Leite (Camargo Correa), João Auler (Camargo Correa), Carlos Albero (Engevix), Gerson Almada (Engevix), Newton Prado Junior (Engevix), Erton Fonseca (Galvão Engenharia), Otto Sparenberg (Iesa), Valdir Carreiro (Iesa), Sérgio Cunha Mendes (Mendes Junior), Agenor Franklin de Morais (OAS), Alexandre Barbosa (OAS), José Breghirolli (OAS), Mateus Coutinho de Sá Oliveira (OAS), Ildefonso Colares Filho (Queiroz Galvão), Othon Zanoide Filho (Queiroz Galvão), Ednaldo Alves da Silva (UTC), Ricardo Pessoa (UTC), Walmir Pinheiro Santana (UTC), Jayme Alves de Oliveira Filho (ligado à Youssef), Carlos Alberto da Costa Silva, Renato Duque (ex-diretor de Serviços da Petrobras), Adarico Negromonte Filho (Ligado à Youssef),

8ª Fase

Nestor Cerveró (ex-diretor da Petrobras)

9ª Fase

Mario Goes (operador)

10ª Fase

Renato Duque (ex-diretor da Petrobras), Adir Assad (empresário), Lucélio Goes (filho de Mario Goes), Sônia Branco, Dario Teixeira Alves Junior, Sueli Maria Branco.

11ª Fase

André Vargas (ex-deputado PT), Luiz Argôlo (ex-deputado SD), Pedro Correa (ex-deputado PP), Elia Santos (secretária de Argôlo), Ivan Vernon (assessor de Pedro Correa), Leon Vargas (irmão de André Vargas), Ricardo Hoffmann (diretor da Borghi Lowe)

12ª Fase

João Vaccari Neto (ex-tesoureiro do PT), Marice Correa de Lima (Cunhada de Vaccari)

13ª Fase

Milton Pascowitch (operador)

14ª Fase

Marcelo Odebrecht (presidente da Odebrecht), Otávio Marques de Azevedo (presidente da Andrade Gutierrez), Rogério Santos de Araújo (Odebrecht), Marcio Faria da Silva (Odebrecht), João Bernardi Filho, Alexandrino de Salles Ramos de Alencar (Odebrecht), João Rebello Campêlo de Souza, Flávio Magalhães, Cristina Maria da Silva Jorge, Elton Negrão de Azevedo Júnior (Andrade Gutierrez), Paulo Roberto Dalmazzo (Andrade Gutierrez).

15ª Fase

Jorge Zelada (ex-diretor da Petrobras)

16ª Fase

Othon Luiz Pinheiro da Silva (presidente licenciado da Eletronuclear), Flávio Barra (presidente da Andrade Gutierrez Energia)

17ª Fase

José Dirceu (ex-ministro), Fernando Moura (lobista), Celso Araripe (ex-gerente da Petrobras), Luiz Eduardo de Oliveira e Silva (irmão de Dirceu), Roberto Marques (ex-assessor de Dirceu), Pablo Kipersmit (Dono da Consist), Olavo Moura Filho e Julio Cesar dos Santos.

18ª Fase

Alexandre Romano (ex-vereador do PT)

19ª Fase

Augusto Rezende Henriques (operador do PMDB) e José Antunes Sobrinho (Dono da Engevix)

20ª Fase

Nelson Ribeiro (operador) e Roberto Gonçalves (ex-gerente da Petrobras)

21ª Fase

José Carlos Bumlai (pecuarista e amigo do ex-presidente Lula)
Gazeta do Povo

domingo, 31 de janeiro de 2016

Chocante!!!!!Homem mata a própria filha de apenas 10 meses após descontrole motivado por ciúmes


...
Um homem foi preso neste domingo (31) acusado de matar a própria filha com golpes de faca. O crime bárbaro aconteceu na Vila Pai Eterno, na zona rural de Araguaína (TO), na região norte do Estado, já próximo à cidade de Nova Olinda. A vítima, Larissa Manoela Carlos de Sousa, uma bebê de apenas 10 meses de vida. O caso chocou a população.
Segundo a Polícia Militar, Leonardo Oliveira de Sousa, de 23 anos, estava em um bar com sua companheira, a mãe da criança, juntamente com a filha que dormia em um carrinho de bebê. Por volta das 2h30 da madrugada, a mãe, de 20 anos, teria se afastado do carrinho e começou a dançar com as amigas. Nesse momento, Leonardo ficou enciumado e começou uma discussão. Em seguida começou a desferir golpes de faca no carrinho onde a própria filha dormia. Um golpe atravessou o tecido do carrinho e atingiu o pescoço e a cabeça da bebê. A criança chegou a ser socorrida e levada ao hospital, mas morreu no caminho. Depois do crime, o pai da criança fugiu do local. Militares fizeram buscas e o encontraram na própria casa dormindo. Ele foi preso e autuado por homicídio qualificado, quando há intenção de matar. Segundo o IML de Araguaína, o corpo da bebê foi liberado para a família por volta das 7h30 da manhã deste domingo e levado para o local onde morava. A perícia constatou que a faca cravou o crânio da criança, causando assim a morte. Plantão Maringá
 

AGUÁ - Porto Alegre continua sem previsão para normalizar abastecimento de água

 

  • Ricardo Fabrello/Agência Free lancer/Estadão Conteúdo
    O teto de um posto de gasolina desabou na capital gaúcha durante temporal de sexta
    O teto de um posto de gasolina desabou na capital gaúcha durante temporal de sexta
Quatro das seis unidades de fornecimento de água em Porto Alegre (RS) já voltaram a operar, mas ainda não há previsão para a normalização do abastecimento, de acordo com o Dmae (Departamento Municipal de Água e Esgotos). Isso porque uma das estações, a da zona norte, a segunda maior da capital gaúcha, continua sem operar desde sexta-feira (29), em razão do forte temporal que atingiu a região. A outra unidade paralisada é a da região das Ilhas.
Ao todo, são 105 mil imóveis sem energia elétrica na Grande Porto Alegre - 102 mil só na capital. Desse total, 56 mil estão sem eletricidade desde sexta-feira, informou a (CEEE) Companhia Estadual de Energia Elétrica do Rio Grande do Sul.
A Prefeitura de Porto Alegre está com 100 agentes nas ruas para tentar resolver a situação e conta, ainda, com a ajuda do Exército. Às 17h, o comitê de crise do município realizará uma reunião para traçar as próximas medidas a serem tomadas na região.UOL

Após chacina, força-tarefa vai atuar por dez dias em Londrina

 


Em resposta à onda de violência e criminalidade que tomou conta de Londrina e região neste final de semana, o secretário de Segurança Pública, Wagner Mesquita, anunciou uma força tarefa para reforçar o efetivo policial na região.
Inicialmente, a força-tarefa atua pelo período de dez dias que podem ser prorrogados. Equipes da Polícia Militar de cidades próximas a Londrina, juntamente com o Bope (Batalhão de Operações Policiais), Tigre (Tático Integrado de Grupos de Repressão Policial) e o Cope (Centro de Operações Policiais Especiais), intensificam o patrulhamento ostensivo e auxiliam nas investigações dos casos recentes de homicídio registrados de sexta-feira (29) para sábado (30).
“Barreiras e abordagens estão sendo feitas para cumprir mandados de prisão em aberto, buscar a apreensão de armas de fogo, drogas e veículos irregulares para que haja um controle maior nos momentos e locais mais críticos da cidade”, acrescentou o secretário. O trabalho ocorre de forma integrada com a Corregedoria e com o serviço reservado da PM.
Mesquita explicou que já existem linhas de investigação para os casos de homicídio. “Em breve, teremos resultados de polícia judiciária e medidas judiciais para apresentar. Nesse momento, o trabalho está sendo desenvolvido, para que a gente possa afirmar com certeza no momento adequado”.
Videomonitoramento
Mais de 80 câmeras de videomonitoramento de Londrina estão com imagens desviadas para o Centro Integrado de Comando e Controle da Segurança Pública, em Curitiba. “Temos pessoal trabalhando durante 24 horas para cruzar informações de mais de 700 monitorados por tornozeleira eletrônica na região de Londrina com os boletins lavrados em atendimento a ocorrências”, apresentou o secretário.
O prefeito de Londrina, Alexandre Kireeff, colocou a Guarda Municipal à disposição para ajudar nas atividades que se fizerem necessárias. “A Secretaria da Segurança Pública deu uma pronta e eficiente intervenção, o que garantiu bastante tranquilidade na última noite, no município”, acrescentou o prefeito.
O restabelecimento de uma situação de normalidade foi reforçado pelo comandante-geral da PM, coronel Maurício Tortato. “Desde sexta-feira, contingentes da PM foram deslocados no intuito de garantir segurança à população londrinense e também para dar uma resposta ao nosso próprio contingente”, afirmou.
Atendendo à determinação da Secretaria da Segurança Pública, o mesmo reforço ocorreu nas equipes da Polícia Civil. “Foram selecionados delegados que têm experiência nesse tipo de investigação. Temos em Londrina uma delegacia com excelência de resultados e que agora recebem esse apoio para esclarecer esses crimes rapidamente”, pontuou o delegado-geral da Polícia Civil, Julio Cezar dos Reis.
Sistema penitenciário
Um ponto salientado pelo diretor-geral do Departamento de Execução Penal do Paraná (Depen), Luiz Alberto Cartaxo Moura, foi o do trabalho integrado entre os setores de inteligência do sistema penitenciário, das polícias Civil e Militar e do Departamento de Inteligência do Estado do Paraná (Diep). “Até o momento, não há o menor indicativo de que tenha havido ordem de facções criminosas contra a PM”, disse ele.Paraná Portal