domingo, 28 de fevereiro de 2016

Estudantes podem aderir à lista de espera do ProUni até segunda-feira

 


Os estudantes que não foram pré-selecionados para as bolsas parciais e integrais do Programa Universidade para Todos (ProUni) podem aderir à lista de espera até segunda-feira (29). A lista é usada por instituições de ensino que tenham bolsas que não foram preenchidas nas duas chamadas do programa.
Os candidatos interessados em participar devem acessar o site do ProUni e confirmar o interesse. A lista, assim como as chamadas anteriores, leva em consideração a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2015. A relação dos estudantes pré-selecionados pela lista vai ser divulgada na quinta-feira (3). Todos os estudantes incluídos na lista deverão comparecer, entre os dias 8 e 9 de março às instituições de ensino e entregar a documentação que comprova as informações prestadas na inscrição.
Pode participar da lista de espera, exclusivamente para o curso correspondente à primeira opção, o candidato que não foi selecionado nas chamadas regulares e os pré-selecionados na segunda opção de curso, reprovados por não formação de turma.
Já para o curso correspondente à segunda opção, pode se inscrever o candidato que não foi pré-selecionado nas chamadas regulares, na hipótese de não ter ocorrido formação de turma na primeira opção; os que não foram pré-selecionados nas chamadas regulares, na hipótese de não haver bolsas disponíveis na primeira opção; os pré-selecionados na primeira opção de curso, reprovados por não formação de turma.Paraná Portal

sábado, 27 de fevereiro de 2016

Um jovem de 27 anos foi encontrado morto em um dos quartos do Hotel Deville em Maringá

Um jovem de 27 anos foi encontrado morto em um dos quartos do Hotel Deville em Maringá. No local, na avenida Herval Centro da cidade, o médico do SAMU constatou o óbito. Polícia Civil, Instituto de Criminalística e IML foram acionados. Atualizado: O jovem foi identificado como Alison Bernardo de Oliveira, era morador no município de Barbosa Ferraz e estava desaparecido deste a última quinta-feira. A família já havia registrado um boletim de ocorrência em Maringá. Possivelmente ele tenha cometido suicídio com ingestão de medicamento ou veneno. A perícia acredita pela rigidez do corpo, que Alison já estivesse morto há pelo menos dois dias. (colaborou Anderson Lopez) Maringá Manchete

Lula afirma que Bumlai reformou sítio de Atibaia

 


A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou na sexta-feira (26) ao Supremo Tribunal Federal (STF) que o pecuarista José Carlos Bumlai “ofereceu” a reforma no sítio de Atibaia (SP), frequentado por ele e a família. Bumlai é amigo pessoal do ex-presidente e foi preso na Operação Lava Jato há quatro meses.
Ainda de acordo com os advogados de Lula o sítio foi adquirido por iniciativa de Jacó Bittar, outro amigo de Lula e um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores (PT), com o objetivo de compartilhar com Lula quando ele deixou a presidência no final de 2010 e acomodar os objetos recebidos por Lula durante o mandato.
O advogado de Bumlai negou a afirmação da defesa do ex-presidente.
Donos de sítio frequentado por Lula se oferecem para depor na Lava Jato
O caso
Há indícios de que construtoras pagaram para reformar a propriedade, registrada em nome de Fernando Bittar e Jonas Suassuna, sócios de um dos filhos do ex-presidente Lula, Fábio Luis Lula da Silva, na empresa Gamecorp. Segundo o jornal Folha de S.Paulo, a ex-primeira dama, Marisa Letícia, comprou um pequeno barco de pesca de alumínio e pediu que o equipamento fosse entregue na chácara.
O Instituto Lula informou que o ex-presidente e Dona Marisa frequentam o sítio em momentos de folga, a convite dos donos, que são amigos da família. Em nota, o instituto disse haver uma tentativa de associar o petista a supostos atos ilícitos para “macular a imagem do ex-presidente”. Procurado, o instituto não se manifestou sobre a divulgação inadvertida da decisão de Moro.Parana Portal

Motorista atropela motociclista

acidente bebado colombo
No fim da noite desta sexta-feira em Maringá um grave acidente foi registrado na av Colombo.
Uma colisão às 23h50 envolveu um veículo GM Astra e uma motocicleta Honda Titan, que era conduzida por Erickson da Silva Machado. O motociclista foi atingindo por trás quando estava parado no semáforo, ele foi arremessado há vários metros de distância. O carro descontrolado ainda atravessou o canteiro central e parou dou outro lado da avenida na contra mão.
A vítima foi socorrida em estado grave e encaminhada pelo Siate ao hospital. O motorista Diego Gilcean Factori Souto, 25 anos, apresentava visíveis sinais de embriaguez, ele foi conduzido até a Delegacia de Policia após se recusar ao teste do etilômetro. (foto André Almenara)Maringá Manchete

Ricardo Barros recebe juízes para discutir teto do funcionalismo

   

índiceeee
O deputado federal Ricardo Barros (PP-PR) e relator do PL 3123/2015 que regulamenta a aplicação do teto para o funcionalismo recebeu em Maringá, neste sábado (27), representantes dos Magistrados do Paraná e do Espírito Santo.
“O momento é de diálogo pelo bem e pelo futuro do Brasil”, avaliou o parlamentar. A proposta em tramitação na Câmara busca regulamentar e disciplinar, em todo o País, a aplicação do limite máximo mensal de todo o funcionalismo público.

O parlamentar tratou do tema com a juíza dra. Elaine Carvalho Miranda, do Espírito Santo; dr. Paulo Miranda da Justiça do Trabalho; Frederico Mendes, presidente da Associação dos Magistrados do Paraná e o dr. Fabio Capela, juiz em Maringá.
Barros adiantou que deve ter novas rodadas de conversa com representantes de associações nacionais, entidades e órgãos interessados na segunda-feira (29) em Curitiba e na terça-feira (1), em Brasília.Fábio Campana

Trabalhador cai de andaime e morre

Trabalhador cai de andaime
Na av Gastão Vidigal, próximo a av Nildo Ribeiro da Rocha no Parque Lagoa Dourada, um trabalhador caiu de um andaime no condomínio Renascença e não resistiu aos ferimentos e acabou falecendo no local. O acidente de trabalho fatal foi em uma obra dentro do condomínio por volta das 13h de hoje(26) em Maringá, socorristas do Siate e Samu foram acionados e tentaram todos os procedimentos de reanimação mas dessa vez sem sucesso infelizmente. O homem tinha 45 anos de idade. Maringá Manchete

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

PF abre inquérito para investigar repasses de FHC a Mirian Dutra

 

 
Do R7

FHC e Mirian: PF abriu inquérito para investigar ex-presidenteFlickr do senador Aécio Neves e reprodução Youtube
A Polícia Federal abriu inquérito para apurar “eventuais ilícitos criminais” nos repasses feitos pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso à jornalista Mirian Dutra.
A abertura do inquérito foi confirmada ao R7 pelo Ministério da Justiça. De acordo com a pasta, a investigação correrá sob sigilo (confira abaixo a íntegra da nota do Ministério).
A apuração da PF terá como base inicial entrevista de Mirian Dutra publicada na Folha de S.Paulo no último dia 18, na qual a jornalista afirma que o ex-presidente teria usado uma empresa para enviar dinheiro à ela e ao filho dela, Tomás, que vivem no exterior.
Mirian afirma que Tomás é fruto de seu relacionamento com FHC nos anos 1990. Exames de DNA, porém, não confirmaram a paternidade do ex-presidente.
A empresa apontada por Mirian como favorecedora do esquema do tucano é a Brasif S.A. Exportação e Importação.
Segundo Mirian, o contrato era de US$ 3.000 (R$ 12 mil) e serviria para complementar a renda dela e do filho.
No mesmo dia em que a reportagem da Folha foi publicada, FHC admitiu a existência de um contrato "há mais de 13 anos" com a Brasif S.A., mas disse não ter condições de se manifestar sobre os detalhes da relação entre Mirian e a empresa.
— Desconheço detalhes da vida profissional de Mirian Dutra. Com referência à empresa citada no noticiário de hoje (ontem), trata-se de um contrato feito há mais de 13 anos, sobre o qual não tenho condições de me manifestar enquanto a referida empresa não fizer os esclarecimentos que considerar necessários.
FHC afirmou que os recursos destinados à jornalista "provieram de rendas legítimas" do seu trabalho.
— Depositadas em contas legais e declaradas ao IR, mantidas no Banco do Brasil em NY/ Miami ou no Novo Banco, Madri, quando não em bancos no Brasil.
Veja a íntegra da nota divulgada pelo Ministério da Justiça:
"O Ministério da Justiça determinou à Polícia Federal, nesta sexta-feira (26), a abertura de inquérito para apurar a ocorrência de eventuais ilícitos criminais informados por Mirian Dutra Schimidt, em matéria publicada pela Folha de São Paulo, na coluna da Mônica Bérgamo, no último dia 17 de fevereiro de 2016. O inquérito tramitará em sigilo, na forma da legislação em vigor."

Moro prorroga prisão temporária de marqueteiro do PT e mulher

 

Além do casal, funcionária da Odebrecht também teve prisão prorrogada.
Segundo Moro, o termo 'Feira' se referia a Mônica, e não Santana.

Do G1 PR
O juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato na 1ª instância, prorrogou nesta sexta-feira (26) a prisão temporária do marqueteiro do PT João Santana e da mulher dele, Mônica Moura, por mais cinco dias.
Presos na terça, na 23ª etapa da operação, o prazo da prisão deles venceria neste sábado. O casal é suspeito de receber US$ 7,5 milhões desviado da Petrobras em uma conta não declarada no exterior. Moro também prorrogou a prisão temporária de Maria Lúcia Tavares, funcionária da Odebrecht, que venceria nesta sexta. O juiz acolheu pedido da Polícia Federal (PF) e o Ministério Público Federal (MPF) para prorrogar as prisões dos três.
Segundo Moro, provas indicam que o relacionamento de João Santana e Mônica com a Odebrecht, empresa acusada na Lava Jato, é maior do que o admitido pelos suspeitos e que eles teriam recebido da empresa quantias "bem mais expressivas do que aquelas já rastreadas" na conta na Suíça.
"Nesse contexto, entendo que o pedido da autoridade policial, com manifestação favorável do MPF, de prorrogação da prisão temporária [...] é justificável", afirma.
Em sua decisão, Moro diz que a prorrogação das prisões permitirá à investigação:
– examinar melhor os documentos apreendidos na 23ª fase da Lava Jato;
– rastrear possíveis pagamentos efetuados no Brasil;
– pedir a Santana e Mônica que apresentem documentação e extratos da conta na Suíça, para melhor analisar os fatos e o álibi apresentado pelo casal;
– evitar que haja fraudes para justificar as transações financeiras já identificadas pela polícia;
– ouvir novamente João Santana, Mônica e Maria Lúcia após o depoimento de Zwi Skornicki, apontado como operador do esquema e que ainda não prestou depoimento à PF.
23/02 - Monica Moura, mulher de João Santana, marqueteiro de campanhas eleitorais do PT , é preso durante sua chegada à São Paulo (Foto: STR/AFP) Mônica Moura e João Santana são presos ao chegarem em São Paulo na terça (23) (Foto: STR/AFP)
'Feira' seria Mônica
O juiz diz ainda que o termo "Feira", encontrado em planilhas de pagamentos suspeitos, seria o termo utilizado pela Odebrecht "para reportar-se, não propriamente a João Santana, mas a Mônica Moura, já que ela seria a responsável pela parte administrativa e financeira das atividades do casal".
"Com efeito, em agenda de Mária Lúcia consta a indicação expressa de Mônica Moura como sendo 'Feira', ao lado de diversos telefones dela, referência ainda a um filho do casal e ao próprio João Santana", diz Moro.
No pedido para prorrogar as prisões, o MPF afirmou que o casal mentiu ao negar que o termo era um apelido usado para se referir a eles nas planilhas de pagamento da Odebrecht.
Os investigadores suspeitam que o dinheiro recebido por  João Santana foi pagamento por serviços eleitorais prestados ao PT. Maria Lúcia seria uma das responsáveis por repassar dinheiro da Odebrecht.
João Santana trabalhou para vários candidatos do PT e foi marqueteiro das campanhas da presidente Dilma Rousseff e da campanha da reeleição do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em 2006.
Pagamentos no Brasil
Moro cita uma planilha aprendida no endereço eletrônico de executivo da Odebrecht preso na Suíça com diversas anotações que "apontam para provável pagamento de propinas ou de financiamento ilegal de campanhas, no Brasil e no exterior, pela Odebrecht".
Seriam "18.000.000" para eleições municipais de 2008 no Brasil. Segundo Moro, Santana confirmou ter atuado em duas campanhas nesse período, de Marta Suplicy e Gleisi Hoffmann. Outro pagamento de "5.300.000 para 'evento El Salvador via Feira'" seria referência à campanha presidencial de Maurício Funes em El Salvador.
Ainda segundo Moro, anotações em uma agenda apreendida com a secretária da Odebrecht Maria Lúcia Guimarães Tavares, que seria a responsável por pagamentos secretos da empreiteira, mostram “pagamentos vultosos em reais para Feira”, numa “negociação” cujo total somaria R$ 24,2 milhões. Segundo o juiz, a prova em princípio contradiz o álibi do casal.
Outras prisões
Moro decidiu que podem deixar a prisão Vinícius Veiga Borin, suspeito de operar contas secretas da Odebrecht no exterior, e Benedicto Barbosa, diretor-presidente da construtora Norberto Odebrecht – também detidos na 23ª fase da Lava Jato.
Segundo decisão judicial, Borin teve participação "aparentemente acessória". Quanto a Benedicto Barbosa, Moro avaliou que não há necessidade de prorrogar a prisão porque os principais executivos da Odebrecht envolvidos operações financeiras secretas já estão detidos.
Borin e Barbosa ficam proibidos de deixar o país ou mudar de endereço sem autorização prévia da Justiça e terão que entregar os passaportes em 48 horasG1.

Avião cai nas proximidades de Jaguapitã


No final da manhã de hoje, (26), uma aeronave de uso particular caiu nas proximidades do município de Jaguapitã. A queda teria caído em uma propriedade rural entre Jaguapitã e Prado Ferreira. Um casal que estava a bordo morreu no local (Vagner Gonçalves e Jane de Oliveira). Segundo informações preliminares, possíveis problemas mecânicos seria o motivo da queda do avião. Terceira Opinião/Carl~~ao Maringa

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Acredito no amor: "Me apaixonei pelo meu paciente tetraplégico!"

 

Fred conquistou Maria com seu jeito terno e atencioso. Suas limitações nunca foram obstáculo para o amor do casal


Eu estava dirigindo meu carro num trânsito que não andava e, de tanto pensar na vida, comecei a conversar com Deus. Pedi que ele me presenteasse com um amor que me fizesse feliz e segura, e ajudasse a esquecer todos os meus problemas. Naquela época, 2009, eu passava por uma fase difícil: meu namoro de cinco anos estava por um fio porque brigávamos muito e eu enfrentava vários problemas familiares. Aí, seis meses depois, uma amiga fisioterapeuta, como eu, me pediu para substituí-la em suas férias para atender um paciente tetraplégico, o Fred. Eu ainda não sabia, mas naquele instante Deus estava atendendo ao meu pedido, só que de um jeito inesperado: meu príncipe encantado não chegaria em um cavalo branco, mas em uma cadeira de rodas.

Senti que ele me olhava de um jeito diferente 

Na primeira sessão com o Fred, quis saber sobre sua história. Ele havia sofrido um acidente de moto em 2008 que mudou sua vida. A quinta vértebra da cervical foi fraturada, o que o tornou paralisado do pescoço pra baixo. Na época, ele tinha 27 anos, era veterinário e trabalhava em uma das maiores companhias de agronegócios do país. 

Era um rapaz jovem e bonito, mas percebi que passava por uma fase difícil de aceitação do acidente. Mesmo assim, sentia que Fred me olhava de uma forma diferente, como se já me conhecesse. Me fazia sentir especial. Nos demos superbem e conversávamos muito. Um mês depois, meu namoro terminou... 

Conforme o tempo foi passando, criamos uma relação de amizade porque tínhamos muitas afinidades, como nossos gostos musicais e o jeito simples e “caipira”. Contávamos nossos problemas um ao outro, era uma troca muito positiva! O Fred foi uma pessoa fundamental naquele momento difícil pra mim, pois foi quem mais me ouviu e ajudou a acalmar meu coração quando eu mais precisava. Nessa fase, não rolava interesse de minha parte – sentia que da parte dele também não. Mas a amizade e a vontade de estar junto só aumentavam... 

Nossa relação foi evoluindo de uma maneira bem natural. Não sei precisar o momento em que minha consideração atencioso por ele virou algo mais forte, mas, após dois meses de atendimento, o Fred se tornou uma pessoa na qual eu depositava muito carinho e confiança. E tudo foi caminhando para uma grande paixão... 

Quando nos envolvemos, parei de atendê-lo 

Quem tomou a iniciativa de abrir o coração foi o Fred. Ele me roubou um beijo dentro do seu carro. Até hoje não esqueço do jeito como me olhou, fazendo carinho no meu rosto antes de tocar os meus lábios. Foi um dia muito especial para nós, pois percebi que ali era o início de uma linda história de amor. 

No começo, nosso romance era meio às escondidas, pois o Fred tinha vergonha. Não de mim, mas dele mesmo. Ele achava que suas limitações seriam um problema para nossa relação. Isso nunca passou pela minha cabeça! Então, quando percebemos que o relacionamento estava ficando sério, decidimos que eu não seria mais fisioterapeuta dele, por uma questão de ética profissional. 

Nosso namoro sempre foi repleto de momentos felizes e carinhosos: jantávamos fora, íamos ao cinema, visitávamos nossas famílias e amigos frequentemente. Saíamos como qualquer outro casal, mas também gostávamos muito de programas caseiros. 

Após três anos de namoro, decidimos dar um passo à frente em nossa vida e confirmar nosso sentimento perante Deus. Mas, nesse meio-tempo, meu avô faleceu e tivemos que adiar o casamento por um tempo. 

A deficiência dele nos deixou mais unidos 

Passados os dias de luto, fui pega de surpresa com um jantar familiar. O Fred organizou tudo. As duas famílias estavam reunidas e ele preparou meu prato favorito: lasanha de massa verde e bife à parmegiana. No final, fui surpreendida de novo: meu amor fez um pedido de casamento com as alianças na mão! Chorei de emoção. 

As restrições do Fred nunca foram um problema pra mim. Muito pelo contrário: eram elas que nos tornavam mais unidos e o relacionamento mais intenso. Sempre digo que a cadeira dele, para mim, é como uma característica física, tipo a cor dos olhos. Não o vejo como alguém limitado ou incapaz. 

De toda forma, o Fred tem uma cuidadora que mora com a gente. Ela faz a sua higiene diária e a alimentação. Na folga dela, sou eu quem assumo essas tarefas. E, diariamente, à noite sou eu que faço seus cuidados antes de nos deitarmos. 

Hoje vivo os dias mais felizes da minha vida. O Fred é meu companheiro, amigo e parceiro de todos os dias. Caminhamos lado a lado e sonhamos em aumentar nossa família em breve. Valeu a pena conversar com Deus para pedir um amor! - MARIA ALICE FURRER, 30 anos, fisioterapeuta, Campo Grande, MSUOL

Mulher é presa acusada de simular sequestro do próprio filho no Paraná

 


Uma mulher de 21 anos e dois homens foram presos na madrugada desta quinta-feira (25) por policiais do Grupo Tigre (Tático Integrado de Grupos de Repressão Especial), acusados de simular um sequestro na cidade de Lobato, região noroeste do Paraná. O falso sequestro começou na quarta-feira (17) quando Aline Cristina Rodrigues, 21 anos, desapareceu com o filho de um ano e dez meses.No mesmo dia, ela foi para a casa de um amigo e gravou um vídeo no celular simulando a ameaça. Nas imagens, a mãe aparece caída no chão e abraçada com o filho pequeno, sob a mira de um revólver do suposto sequestrador que, encapuzado, fazia as ameaças.
No dia seguinte, Aline foi para a casa de uma amiga, na cidade de Maringá, no norte do Paraná, e de lá enviou o vídeo da suposta ameaça para a irmã dela, dizendo ter sido sequestrada e solicitando uma quantia em dinheiro para pagar o resgate. Inicialmente foi pedido R$ 100 mil e depois R$ 50 mil – valor que não foi pago. Alguns minutos depois, enviou para o telefone de uma parente o vídeo com as ameaças. Com o aparente desaparecimento de Aline, a equipe do Tigre foi deslocada para a cidade.
Os policiais do Tigre localizaram Aline na noite desta quinta-feira (24) próximo ao estádio Willie Davids, em Maringá. Abordada, ela tentou contar uma história falsa e, ao cair em contradição diversas vezes, acabou confessando que criou todo o caso porque queria sensibilizar uma ex-namorada e reatar o relacionamento.
Ainda pelo raciocínio de Aline, a ex-namorada, que teria recebido uma herança, poderia pagar o valor exigido pelo resgate dela. Após a confissão, Aline foi presa em flagrante pelo crime de extorsão mediante sequestro.
Os policiais do Tigre, em conjunto com policias da Delegacia de Polícia Civil da cidade de Santa Fé, prenderam também outros dois participantes do falso sequestro e apreenderam a arma mostrada no vídeo. Um dos suspeitos teria feito a gravação do vídeo e o outro deu apoio ao falso sequestro. Os dois são primos e foram presos na mesma casa, na região Central de Lobato. Com eles, os policiais apreenderam o revólver calibre 38, com seis munições intactas.Paraná Portal

Silvio Santos posa de barba grisalha e cabelo sem pintura

 

silviosantosfloridafotooriginal
Para os fãs, o Instagram segue como o melhor lugar para acompanhar as férias de Silvio Santos na Flórida. Dias depois de um turista brasileiro publicar uma foto ao lado Patrão, nesta quarta-feira (24) foi a vez de Jeverson Schweigert registrar imagens do seu encontro com o dono do SBT em um shopping em Orlando.
Schweigert diz que sempre sonhou em encontrar Silvio. “Ele é muito simpático e envolvente”, contou ao blog, por telefone. “Foi um grande sonho realizado. Ele é um desses homens que fizeram historia. E é muito legal a chance de compartilhar dessa história mesmo que por alguns segundos”.
De barba grisalha e cabelo sem pintura, como os fãs nunca o viram, Silvio estava acompanhado da mulher, Irís, e da filha Patrícia.
Agradeço ao leitor Felipe Moreira que me chamou a atenção para a imagem.Uol

PGR aceita perdão da pena para 8 do mensalão, mas adia no caso de Dirceu

 

Janot quer que ex-ministro volte ao regime fechado por causa da Lava Jato.
Decisão sobre indulto para outros condenados caberá a Roberto Barroso.

Renan RamalhoDo G1, em Brasília
O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, se manifestou favorável à concessão de indulto (perdão da pena) para oito condenados pelo mensalão do PT, mas resolveu aguardar desdobramentos da Operação Lava Jato para opinar sobre o mesmo pedido feito pelo ex-ministro da Casa Civil José Dirceu.
Em manifestações enviadas ao Supremo Tribunal Federal (STF) nesta semana, Janot concordou pela concessão do benefício ao ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares; aos ex-deputados João Paulo Cunha (PT-SP), Romeu Queiroz (PTB-MG), Valdemar Costa Neto (PR-SP), Bispo Rodrigues (PR-RJ) e Pedro Henry (PP-MT); ao ex-diretor do Banco Rural Vinícius Samarane; e ao advogado Rogério Tolentino.
 
 
 
 
Para o procurador, todos se enquadram em requisitos previstos em decreto lançado em dezembro do ano passado pela presidente Dilma Rousseff que permite a extinção da pena de presos de todo o país no regime aberto que já tenham cumprido um quarto da pena e que não tenham faltas graves.
Caberá agora ao relator das execuções do mensalão, Luís Roberto Barroso, decidir pelo perdão.

José Dirceu
No caso de Dirceu, porém, Janot entendeu ser necessário esperar uma decisão de Barroso sobre pedido que ele fez para que o ex-ministro volte ao regime fechado, o que retiraria uma das condições para o perdão da pena.
Em outubro, o procurador argumentou que já existem provas de que Dirceu cometeu crimes mesmo após sua condenação final pelo mensalão. Atualmente, o ex-ministro está em prisão preventiva em Curitiba, mas na condição de investigado por suspeita de participação no esquema de corrupção na Petrobras.
No pedido, Janot diz que não é necessário aguardar o final do julgamento na Lava Jato para a regressão ao regime fechado. Segundo as investigações, Dirceu praticou os crimes de organização criminosa, corrupção passiva e lavagem de dinheiro.
O ex-ministro foi preso na Lava Jato em agosto de 2015; até então cumpria a pena do mensalão em prisão domiciliar em Brasília. Pelo escândalo da compra de votos, ele foi condenado a 7 anos e 11 meses por corrupção ativa.
Em 2013, começou a cumprir pena no regime semiaberto, com permissão para trabalhar fora. Em novembro de 2014, passou para o regime aberto com recolhimento domiciliar. Os advogados de Dirceu chegaram a pedir que ele voltasse para sua casa em Brasília, alegando que ele se colocou à disposição para prestar esclarecimentos.

Cida Borghetti volta ao PP para disputar o governo

 

cida borghetti_
O presidente do PP do Paraná, deputado federal Dilceu Sperafico, confirmou nesta quinta-feira (25) o retorno da vice-governadora, Cida Borghetti, à legenda. Cida Borghetti chega com apoio total e garantia de legenda para concorrer ao Governo do Paraná em 2018. A vice-governadora deve assumir o Governo do Estado em Abril de 2018, já que o governador Beto Richa deve se desincompatibilizar para concorrer ao Senado.
Pelo PP, Cida Borghetti foi deputada estadual por dois mandatos, entre 2003 e 2010, e deputada federal de 2011 a 2014.Fábio Campana

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Facebook libera cinco novos botões alternativos ao 'curtir'

 

São 5 'reações', emojis em forma botão: 'Amei', 'Haha', 'Uau', 'Triste' e 'Grr'.
Em teste desde outubro em 7 países, novidade chega ao resto do mundo.

Helton Simões GomesDo G1, em São Paulo
'Reações' são os novos botões do Facebook em forma de emoji e alternativos ao 'curtir'. (Foto: Divulgação/Facebook)'Reações' são os novos botões do Facebook em forma de emoji e alternativos ao 'curtir'. (Foto: Divulgação/Facebook)
Não se assuste se as publicações no Facebook começarem a serem bombardeadas por carinhas amarelas com nomes engraçados como "Uau", "Amei" e "Grr". A partir desta quarta-feira (24), os usuários do Facebook no Brasil poderão fazer mais do que “curtir” um post na rede social. O site começa a liberar as “reações”, botões em forma de emoji que expressam mais do que só a aprovação do “joinha”.
Em inglês, os cinco novos botões se chamavam: "Love", "Haha", "Wow", "Sad" e "Angry". No Brasil, as “reações” passarão a ser "Amei", "Haha", "Uau", "Triste" e "Grr", respectivamente. “As pessoas vão ao Facebook para compartilhar todo tipo de coisa, coisas que as deixam felizes, tristes ou bravas”, diz Sammi Krug, gerente de produto do Facebook, ao G1. A novidade será liberada gradualmente.
'Grr'
Para as novas opções aparecerem, o usuário tem de manter pressionado o ícone do botão “curtir”. Ao passar o dedo sobre as imagens, elas interagem, cada um conforme a sua emoção. O “Triste” olha cabisbaixo e chora enquanto o “Grr”, já vermelho de raiva, mexe a cabeça para o lado em sinal de desaprovação.
“Muitas pessoas compartilhavam com a gente que gostaria de mais formas de se expressarem”, diz Sammy.
Ela ecoa o que disse Mark Zuckerberg, presidente-executivo da rede social, quando comentou que o Facebook estava trabalhando em opções ao botão “curtir”. "É importante dar às pessoas mais opções do que apenas o 'curtir' para ajudá-las a expressar empatia", disse, reconhecendo que "nem todos os momentos são bons".
Os novos botões serão usados apenas para avaliar publicações, ou seja, não poderão ser incluídos em comentários, posts ou em conversas pelo bate-papo. Dessa forma, não substituirão as outras opções de imagens animadas da rede.G1

Ricardo Barros propõe teto salarial e limita benefícios

   

ricardo barros- foto
O deputado Ricardo Barros (PP­/PR), relator do projeto de lei do governo que estabelece regras para o teto remuneratório do funcionalismo público, propôs em seu parecer, lido na terça (24) em plenário, que dirigentes de organizações não ­governamentais (ONGs) e organizações da sociedade civil de interesse público (Oscips) que recebem recursos do governo tenham que respeitar os limites impostos na proposta e não poder ter “supersalários”. Com informações do jornal Valor Econômico.
O relatório, que será votado na quarta­-feira, prevê que o teto será válido também para os diretores de empresas públicas que tenham no mínimo 50% de suas receitas oriundas dos cofres do Tesouro. Estatais como a Petrobras, que têm renda própria, estão excluídas desta regra. Estas normas não estavam previstas no projeto inicial do governo.

O projeto foi encaminhado pelo governo para regulamentar o limite remuneratório dos funcionários públicos, previsto na Constituição de 1988, mas que, por falta de regulamentação, é desrespeitado por vários órgãos com a inclusão de penduricalhos, como auxílio moradia sem comprovação, que aumentam os gastos em R$ 800 milhões por ano só na União.
O teto federal é o subsídio dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), de R$ 33 mil.
Pelo relatório de Barros, nesse limite serão incluídos o somatório dos salários, subsídios, soldos e pensões pagos pela União, Estados e municípios, cumulativamente ou não, além de funções gratificadas, cargos comissionados, horas extras, adicional noturno e auxílios ou indenizações concedidos sem comprovação de despesa, como moradia, creche ou assistência médica.
Atualmente, servidores com “supersalários” de órgãos como o Legislativo, Judiciário, Ministério Público e Defensoria Pública brigam na Justiça para que pagamentos como horas extras, funções comissionadas e auxílio-moradia ou creche não sejam incluídos como rendimentos incluídos no teto remuneratório, o que permite que recebam mais de R$ 33 mil.
“Só é indenizatório o que for comprovado como gasto”, disse Barros, que excluiu do teto remuneratório os pagamentos de benefícios que não se incorporem à remuneração, como indenização por férias não gozadas, ou que visem reembolsar agentes públicos por despesas no exercício da atividade, como auxílio-­moradia e transporte, desde que comprovados.
Também são excluídos do teto pelo relator o abono de permanência (adicional de 11% pago aos servidores em idade para aposentadoria, mas que adiam o recebimento do benefício para continuarem trabalhando) e valores recebidos como Previdência complementar.
Para o deputado Ronaldo Fonseca (Pros­DF), vários pontos da proposta são inconstitucionais e serão questionados no Supremo Tribunal Federal (STF) se o Congresso aprovar o projeto desta forma. Um dos pontos é o pagamento de honorários advocatícios para procuradores e advogados públicos por causas vencidas para os órgãos em que atuam.
Os deputados estão discutindo o projeto na sessão desta terça-­feira e deverão votar o texto em plenário na quarta-feira. Embora o governo conte com apoio até de setores da oposição para aprovar a proposta, há resistência de parte dos parlamentares – alguns que perderão benefícios, como pagamento de aposentadorias ou pensões como ex­-governadores, que não serão mais somadas ao salário – e pressão de funcionários dos gabinetes.Fábio Campana

‘Fora Dilma’ agora tem comitê suprapartidário

 

protesto - dilma
Partidos de oposição na Câmara, incluindo PSDB, DEM, PPS, SD, integrantes do PSB e a ala oposicionista do PMDB anunciaram a criação de um comitê pró-impeachment para organizar ações pelo afastamento da presidente Dilma Rousseff (PT). O movimento já estava sendo articulado e foi impulsionado pela prisão do marqueteiro de campanhas do PT, João Santana, acusado de ter se beneficiado do esquema de corrupção da Petrobras. A ideia é formalizar o grupo para que tenha um CNPJ e possa receber diretamente doações a serem usadas para financiar protestos, bottons, camisetas e bonecos infláveis do Pixuleco, uma caricatura inflável do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva vestido de presidiário. As informações são d’O Paraná.Fábio Campana

Acidente com uma carreta, um caminhão e uma caminhonete Ford F4000

acidente pr 317
Às 7h desta quarta-feira uma colisão envolvendo três veículos deixou parcialmente interditada a rodovia PR 317. Uma carreta, um caminhão e uma caminhonete Ford F4000 carregada com frutas, acabaram batendo frontalmente.
O acidente foi próximo ao Parque Aquático Ody, entre Maringá a Iguaraçu, os socorristas do Corpo de Bombeiros atenderam a ocorrência que teve 3 feridos, mas sem gravidade. As causas do acidente serão apuradas pela Policia Rodoviária Estadual. (foto tedy Gonçalves/Roby News)Maringá Manchete

Charge do dia

 

charge - amarildo 24.02.16
– Amarildo, Gazeta (ES).

Operação Fecha Maringá

Polícia Militar apreende drogas e veículos na Operação Fecha Maringá Para garantir uma maior segurança para a população de Maringá (PR), Noroeste do estado, o 4º Batalhão de Polícia Militar (4º BPM), pertencente ao 3º Comando Regional de PM (3º CRPM), desencadeou mais uma edição da “Operação Fecha Maringá”, a qual teve um reforço no policiamento entre os dias 19 e 20 de fevereiro. As ações resultaram em três pessoas encaminhadas à delegacia, uma delas com mandado de prisão em aberto, além da apreensão de 19 veículos e drogas.Carlão Maringá

Carro Tribunal de Justiça pega fogo

Um carro, do Tribunal de Justiça do Paraná, pegou fogo no início da tarde desta terça-feira (23/02) na Avenida Getúlio Vargas em Jandaia do Sul, no Norte do Paraná. Segundo informações do Corpo de Bombeiros, o condutor do veículo e um passageiro deixaram um Chevrolet Astra estacionado e foram até a agência do Banco do Brasil. “De dentro da agência, eles avistaram o veículo em chamas e acionaram o Corpo de Bombeiros, mas quando chegamos só conseguimos controlar o fogo para que não atingisse outros carros na rua”, relata Silvano Teixeira agente da Defesa Civil. O veículo, de Curitiba, ficou totalmente destruído pelas chamas, mas ninguém ficou ferido. Uma perícia irá apontar as possíveis causas do incêndio.Carlão Maringá

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Derrota de Evo

 

evo
Projeções feitas a partir do resultado parcial do referendo realizado no domingo mostravam, na noite de segunda (22), que os bolivianos recusaram a possibilidade de o presidente Evo Morales concorrer a um quarto mandato consecutivo em 2019. As informações são da Folha de S. Paulo.
Com 46% dos votos apurados, o “não” ganhava com 57,4%, enquanto o “sim” tinha 42,6% de apoio, de acordo com o Tribunal Supremo Eleitoral. Na chamada contagem de transmissão rápida, que considerava 82% da apuração, o “não” aparecia com 54,1% contra 45,5% do “sim”.
Se confirmada, será a primeira derrota de Evo nas urnas desde sua chegada ao poder, em 2006. Será também mais um elemento no movimento que enfraquece governos de esquerda na região, após Argentina e Venezuela.Fábio Campana

Atitude estranha de Dilma preocupa os que trabalham com ela - DESEPERO!!!

   

dilma rousseff by redes sociais
Diário do Poder
Auxiliares de Dilma estão preocupados com seu comportamento. Ela continua gritando com assessores e submetendo-os a humilhações, mas algo se agravou: o antigo problema de “falta de foco”. Durante as reuniões, inclusive na discussão de soluções para a grave crise, ela se mostra cada vez mais dispersiva. Em vez de concentrar-se no principal, ela perde a paciência e até as estribeiras em detalhes irrelevantes.
Em recente discussão sobre cargos no governo, Dilma “alucinou” com o ruído do ar condicionado, imperceptível para os demais presentes.

Certa vez, ignorou um texto importante, apresentado por um ministro, gritando contra a qualidade superior do papel usado para imprimi-lo.
Em reuniões, Dilma perde tempo reclamando da cor da gravata de um assessor, transcrevendo de próprio punho receitas de pratos de dieta. Fábio Campana