quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Mãe descobre pelo celular que filha vem tendo relação com padre

A mãe diz que sentiu calafrios ao ler mensagem por mensagem.

Mensagens de WhatsApp lidas, por acaso, pela mãe de uma jovem de 21 anos levaram a uma descoberta que abalou uma família de Ponta Grossa, nos Campos Gerais, nesta semana.

Um padre da paróquia Santa Rita mantinha um relacionamento amoroso com a jovem. A denúncia foi feita pela mãe da garota ao jornal Diário dos Campos. O nome do padre, que é líder da juventude na igreja, será preservado a pedido da família da garota.

A mãe, que não quer ser identificada, conta que na última quarta-feira, 27, quando via o celular da filha, percebeu o nome de um padre conhecido na relação de contatos. “Achei estranho, porque era a foto dele, mas não tinha escrito o nome padre, e sim, somente o nome dele. Desconfiei daquela intimidade e abri as mensagens”, relata.

A mãe diz que sentiu calafrios ao ler mensagem por mensagem. Em uma delas, a filha dizia que tinha viajado a Tibagi e passado em frente ao motel no qual os dois tinham estado. Em seguida, ela manda uma foto pornográfica ao sacerdote, que responde “delícia” à provocação.

Quando terminou de ler as mensagens, a mãe da jovem conta que procurou pessoalmente o pároco e, em seguida, o fundador da congregação. Na sexta-feira, 29, ela conversou com o bispo dom Sérgio Braschi. “Eu pedi que ele não seja mais padre, porque ele fez voto de castidade, se quiser ter sexo que nunca mais vista uma batina”, frisou.

Segundo a mãe da garota, o contato ficou mais intenso desde o ano passado, depois que a filha terminou um relacionamento. A jovem saiu de casa para morar com um namorado, mas se separou e ficou três meses morando na casa da avó, a poucos metros da casa da mãe. A avó da menina, que também conversou com a reportagem, conta que foi a primeira a desconfiar da relação do padre com a jovem.

“Eles se encontravam quase todo dia. Um dia, estava chovendo bastante, e eles ficaram horas dentro do carro dele, na frente da minha casa”, conta. A avó relata que foi até o veículo, mesmo na chuva, e quando olhou dentro do carro, os dois estavam bem próximos. “Mandei ela entrar na mesma hora”, recorda.Hora da Notícia

Nenhum comentário: